quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

CRIE SEUS FILHOS COM VALORES


Por: 

Ensine o seu filho Gálatas 5:22-23), decore juntamente com ele, e ore,
ore e ore.

"Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei."
 (Gálatas 5:22-23)

Procure mostrar a ele a maturidade que ele poderá ter se tiver todas estas 
características. Ensinando isto, você estará tornando o seu filho (a) uma pessoa cujo caráter agrada a Deus e aos homens.

Mateus 5:3-10 (as bem-aventuranças) nos diz o seguinte:
3 "Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
4 Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
5 Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a
terra;
6 Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão 
fartos;
7 Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
8 Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
9 Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
10 Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus."

Filipenses 2:5-8 nos apresenta Cristo que é um exemplo em nossas vidas:

"5 De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,
6 Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,
7 Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
8 E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz."

Se o caráter de seu filho for entregue nas mãos de Deus, certamente ele irá resistir à pressão do grupo que o quer levar a caminhos errados.

"A qualidade íntima de caráter que achamos importante é o que a Bíblia chama de “pureza de coração”.  Para que seu filho tenha esta "pureza de coração" em sua vida, é necessário que ele tenha um relacionamento diário com o Senhor (isto, nós como
mães/pais que sempre quisemos o bem de nossos filhos, já façamos com eles desde criancinha).

Agora, falemos de nossos filhos adolescentes e de sexo. Eles têm que aprender de nós, mães crentes, o que a Bíblia diz sobre o sexo pré-nupcial.
Sou eu, como mãe, que tenho que orientá-los a evitar, por exemplo, carícias íntimas que podem chegar até a relação sexual antes do casamento. E isto é pecado aos olhos de Deus. Como mãe, devo mostrar-lhes as conseqüências negativas da prática sexual antes do casamento:

Ela acentua imediatamente nossos desejos de prazer maior e mais freqüente.

Ela excita nossa natureza egocêntrica. Como dizem as Escrituras, ela nos dá coração endurecido, insensível. Tornamo-nos menos sensíveis às necessidades dos outros ao nosso redor, por passarmos mais tempo procurando meios de ter nossa necessidade sensual atendida. Tendemos a observar a vida como um meio de estimular nossos
próprios sentidos, em vez de amar aos que estão ao nosso redor.

A imoralidade também debilita nossa fé em Deus, porque quanto mais violamos os limites de Deus, mais precisaremos racionalizar que 'Deus não existe' ou que suas regras não são válidas. Isto pode levar ao questionamento do próprio criador de tais limites.

Assim observo que os que praticam um estilo imoral de vida têm mais e maiores dúvidas sobre a existência de Deus.

A 'liberdade sexual' e a promiscuidade podem na realidade levar a uma escravidão - escravidão aos nossos sentidos físicos e à impotência. Uma certa companhia de cigarros tem uma frase-chave que diz: 'Fume este cigarro. Ele satisfaz. ' É uma astuta distorcida da
palavra satisfazer. Alguém já viu um fumante que fumasse um só cigarro e ficasse satisfeito? Ele precisa de outro, e mais outro. O mesmo pode dar-se com a imoralidade sexual."

Alertemos nossos filhos adolescentes! Incutamos em nossas crianças a Palavra de Deus, o temor ao Senhor, para que quando crescerem façam exatamente o que a Bíblia sempre as ensinou durante anos e anos (isto por causa da sua fidelidade como mãe). Só cabe a nós mães, lermos a Palavra de Deus diariamente, com eles, decorarmos versículos e cantarmos corinhos que louvem, realmente, ao Senhor.
Mães, não esperem que o professor da Escola Dominical seja o responsável de falar
a seu filho sobre sexo!

Trabalhemos incansavelmente, visando o futuro espiritual e material de nossos filhos!

Parece difícil? Difícil mesmo é perdemos os nossos filhos para o MUNDO.
*****

Nenhum comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *